Quem nunca tiver implementado um “bug elegante” que atire a primeira pedra…